SONHOS DE AMOR




Medonhas confidências fiz à lua,
A velha prostituta dos amantes,
Bebendo do meu copo, exposta e nua,
Permite-se ao desfrute das bacantes.

Orgástica e tão plena já flutua
Sangrando as ilusões mais delirantes.
Reflexos desta dama sobre a rua
Enganos falsificam diamantes.

Meus espermatozóides sem proveito,
Jogados nas latrinas da esperança.
Rolando, vou sozinho em velho leito

Arcando com meus erros. Grito amor,
Apenas o vazio inda me alcança
Lançando meus prazeres ao terror...

Marcos Loures

1 comentários:

  1. André Victtor disse...:

    Bravo ! Um excelente Poema !
    Meus parabéns Marcos pela sua Autoria
    e também ao meu amigo João,
    por trazer a tona a sua Arte em forma de Palavras...

    Grande abraço !!!

    http://www.historiasdoandrevicttor.blogspot.com

Postar um comentário

 
FANTASCÓPIO CARIRI © 2010 | Designer by Martins WEB DESIGNER