CANÇÃO DE UM FILHO DA PUTA




Que consagrem-se os amigos
que me trouxeram até aqui
com adornos místicos
e uma grande e brilhante auréola.

Que queimem meus inimigos
que me pintaram
nos muros de sôdoma
como um grande demônio.

Estavamos todos perdidos
quando caiu a noite,
todos nós jogados
todos pelas sargetas.

Irmãos!
filhos da velha puta!
mãe dos homens,
mãe dos desgraçados,
os olhos da verdade
estão cegos...
Ó mãe dos desgraçados!
levai-me para os sórdidos recantos da escuridão,
acalenta-me entre os seus,
alimenta-e com tudo o que é vil,
Ó mãe, ó mãe...
a pureza está perdida
e nada será como antes.


Edson Xavier

1 comentários:

  1. JOÃO HENRIQUE disse...:

    Sem meias palavras preciso e vulgar muito obsceno kkkkkk

Postar um comentário

 
FANTASCÓPIO CARIRI © 2010 | Designer by Martins WEB DESIGNER