A — CA— DE — MI— CUS!

A — CA— DE — MI— CUS!

Academi-cus!
Quanta poesia desperdiçada
Tudo que não é academicus
é vanglória infundada.


Academicus nus pícaros homéricos
Sua sapiência tornou-se branda
O conhecimento rasgando o abismo
Dialética das duas bandas.


Virtuoso proceder hermético!
A Comprovação é empírica.
Separando o C do U
Faz-se ciência lírica.
No plano cartesiano
Sancho Pança está correto
Desnuda-se a verdade
pelo Caleidoscópio Reto.


Viva o plural!
S, recurso para outros us.
Quantos anus é preciso
para tornar-se academicus?
Anos! Muitos anos! Árduos anos de labutação.


Labutaram muitos anos
Hoje eles são PH.Ds
De tanto labutarem
Na cabeça entra sem doer.

Não há mais cabresto
Chegou ao magma da próstata
Já vislumbram o arco-íris
Verbalização pedagógica!


Senhores da Verdade
Ignorância impossibilidade tola
Zen no cume apoiados
No éden auscultam a rola:

Piu-piu!
Academicus...!
Ivan Santana

3 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Sério, que desgosto.
    Acha que poesia é só a expressão tosca do seu interior, não é? Acha que escrever qualquer amontoado de palavras difíceis te faz um poeta, certo? Isso que você escreve é pedantismo, meu amigo.
    Aprenda a ler e a entender Drummond e Fernando Pessoa, pra ver se você se toca!
    E faça o favor de parar com essa amolação pra cima dos acadêmicos. Devia dar uma passada numa Faculdade de Letras decente e conhecer os verdadeiros acadêmicos, aqueles que sabem que poesia é muito mais do que essas bobagens que qualquer adolescente metido a gênio incompreendido escreve. Até o Álvares de Azevedo te desbanca, honestamente.
    Agora, falando sério, leia Drummond, Machado de Assis, sabe? Gente boa de verdade, que mesmo eu, que nem faço faculdade de Letras, sei que é de qualidade. E, como complemento, leia os trabalhos do Antônio Cândido e do Alfredo Bosi (os acadêmicos), pois valem a pena.

    Volto qualquer dia desses pra ver a sua reação.
    Se você aceitar minhas sugestões de leitura, a gente bate um papo e eu te recomendo outras.

    A você e a seus colegas do blog,
    uma boa semana e boa leitura.

  1. JOÃO HENRIQUE disse...:

    Uma boa semana pra você também ,fique a vontade criticas e sugestões são bem vindas .Faço o convite para que publique suas linhas no nosso blog para que os outros também possam fazer suas criticas.

  1. Anônimo disse...:

    João Henrique parabeneze o garoto-anônimo aí por mim. Até que fim encontrei um cara diferenciado que sabe discernir o que é poesia e o que não é. Apesar que, independentemente de qualquer coisa, mantenho a minha individualidade, o meu sentimento do mundo, e apesar de conhecer alguns dos poetas que ele elencou, prefiro viver a minha vida, dar vazão às minhas inquietudes.
    Valeu e diga pra ele, já que não sei como fazer isso, que Acedemicus é somente uma descrição da arrogância daqueles que pensam ter ascendido da obscuridade do Mito da caverna.
    Um abraço, irmãozinho!

Postar um comentário

 
FANTASCÓPIO CARIRI © 2010 | Designer by Martins WEB DESIGNER